segunda-feira, 10 de abril de 2017

Blá blá blá ♥

     Olá.

     Se eu esperasse mais 2 dias para postar, faria 2 meses que não dava a cara por aqui, então resolvi aparecer hoje. Mesmo que a vontade seja zero e as novidades quase nulas. Ou melhor, eu até devo ter algumas coisas para contar, mas quase nada de bom...

     Consegui criar vergonha na cara e mandar meu celular para arrumar... Não demorou nem uma semana para arrumarem ele... Achei bem rápido o trabalho da assistência técnica da Motorola. E o melhor de tudo, o celular voltou realmente funcionando bem. Oras... Eu sei que isso é o mínimo que esperamos de uma assistência técnica, mas no mundo de hoje, parece que até desejar o óbvio é pedir muito, então... Fico definitivamente feliz por ele ter retornado funcionando.

     Agora que já falei do celular, vamos falar do trabalho e da comida. O trabalho tem ido muito bem, nada além do que se deve esperar de um ambiente de trabalho: estresse, pessoas irritantes, cansaço... Enfim. Isso é trabalhar para mim, ou ao menos é o que sempre foi desde os meus 17 anos. Eu trabalho para ter meu salário no final do mês e ponto final. Claro que almejo um dia voltar e terminar a faculdade para trabalhar com algo que eu goste, mas no final é isso: trabalhar para ter dinheiro para se manter nesse mundo sem depender de familiares e não ser um peso morto para ninguém. Até o momento, tenho conseguido atingir o objetivo de não ser um peso morto para os outros... Ponto para mim! lol

     Por fim, o pior assunto de todos: a comida... Céus! O que eu tenho feito?! Eu tenho comido apenas besteiras e tenho comido MUITO! Muito mesmo! É vergonhoso para mim admitir isso aqui, mas é a verdade. Eu tenho comido para caralho... E isso está longe de ser bom. Pelo contrário, é um dos motivos pelos quais eu me sinto uma bosta. Mas o mais engraçado é que eu só como fora do que julgo como "aceitável" quando estou me sentindo uma merda... Porém, vejam que não faz muito sentido: eu me sinto uma bosta, aí como porque estou no fundo do poço e me sinto mais bosta ainda por estar comendo (???)... Qual o sentindo nisso? Nenhum, eu sei. Mas é o que tenho feito (e sei que várias outras pessoas fazem isso, mas não me importa, pois eu não sou os outros e não deveria estar comendo tanto)... Claro que é óbvio o porque de eu comer: todos sabem que algumas pessoas (principalmente as obesas como eu) sentem prazer no ato de comer algo considerado saboroso, por isso comem quando estão na merda, para sentirem algum prazer nessa vida bosta. Mas acaba que depois de comer, você se sente culpada e todo aquele blá blá blá que já sabemos. Como acabar com esse problema? Oras! Basta procurar saber o que está te impulsionando a comer tanto... Estresse? Tristeza? Vazio? Foda-se... A verdade é que mesmo que você saiba o que está te fazendo comer tanto (no meu caso seria o vazio - só da alma mesmo, porque o estômago, tem estado mais cheio do que deveria, não é mesmo, Roxy?), isso não basta para te fazer parar de comer. Você precisa encontrar uma outra maneira de lidar com o sentimento que te impulsiona a comer... Como já falei que no meu caso é o vazio, a solução seria preencher esse vazio com outra coisa que não fosse o ato de comer... Ou talvez, quem sabe, encontrar a origem desse vazio e tentar lidar com o que seja lá que fosse, certo? Pois bem... Parece fácil, mas não é. Não quando você não encontra a razão desse vazio e nem mesmo esse tal de prazer em mais nada... E por favor, que fique bem óbvio que não me orgulho de estar contando tudo isso para vocês hoje. Mas o que mais posso dizer se não a verdade? Eu tenho evitado vim aqui exatamente por não querer e achar desnecessário contar essas porcarias para vocês, mas... A verdade é que se não fosse para contar isso, eu continuaria sem postar por aqui, pois o que mais poderia dizer? Mentiras como "Está tudo mil maravilhas! Estou muito feliz e contente com minha vida! Ela está perfeita!"??? Não... Não tenho porque mentir... Não devo minha felicidade para ninguém, então posso e tenho todo o direito de admitir que estou uma bosta, ao menos por aqui. ♥ Fora daqui, eu até continuo fingindo que estou ótima e que minha vida é perfeita do jeito que está. Mas não porque acredito que eu deva algo para essas pessoas, mas sim porque não acho que elas mereçam saber o quão... O quão NADA eu me sinto. É algo muito íntimo meu e ninguém fora desse blog sabe disso. Ótimo! Que continue assim, obrigada. ♥ Não quero que me conheçam. Qunto menos souberem de mim fora daqui, melhor para mim.

     Enfim... Não estou aqui hoje para fazer planos e nem para receber comentários de motivação, já que nada disso vai adiantar comigo. Só estou aqui para dar sinal de vida mesmo... Já que não acho legal sumir e desaparecer sem nem ao menos ter um mínimo de consideração com quem perdeu/perde seu tempo aqui... Mas também quero lhes dizer que isso é só uma fase. Eu logo vou me reerguer e voltar a focar no meu emagrecimento. Uma vez eu já me preenchi com o vazio da fome e posso voltar a fazer isso novamente. É só eu voltar a buscar o prazer no ato de obter o controle sobre a comida e no vazio do meu estômago, ao invés de encontrar o prazer no ato de comer, como tenho feito...

     É isso. Muito obrigada por passar por aqui... Espero que estejam bem ou pelo menos que estejam conseguindo seguir com a vida, assim como eu tenho seguido com a minha, por mais bosta que ela seja. ♥

2 comentários:

  1. Olá! Tudo bem?
    Essa coisa de sentir prazer no ato de comer é realmente um saco!
    Voltei com meu blog.

    ResponderExcluir
  2. Oiii Roxy,
    Saudades de vc amiga, também estou numa bosta de ciclo de comilança. Vamos sair dessa fase balofa juntas? Que tal tentarmos fazer um NF bem longo? Digamos sei lá 3 dias + caminhada ou qualquer atividade que o nf permita?
    Bjoos bjoos

    ResponderExcluir